CMS, ou Content Management System em inglês, é um sistema com gerenciador de conteúdo. Ele funciona como motor pro seu site ou blog. Esse sistema existe para facilitar a criação e edição dos elementos da sua página através de uma interface visual.

WORDPRESS

É o CMS mais popular que existe, segundo o Website Setup. Aproximadamente 40% de todos os sites o utilizam como gerenciador de conteúdo.

Ele foi criado em 2003 pelo Matt Mullenwegg. O sistema foi criado primeiramente para uso em blogs e, hoje, é amplamente utilizado para sites devido a sua praticidade. Dos três sistemas, o WordPress é o que mais possui temas e plugins disponíveis aos usuários. Além de que a comunidade usuária do WP é a mais ativa, o que torna a resolução dos problemas muito mais fácil.

JOOMLA

Este foi criado em 2005. Resulta da separação da equipe de desenvolvedores da Mambo e Miro; detentora dos direitos da Mambo. É o meio termo entre o WP e o Drupal, já que conta com facilidades de edição de um e recursos avançados do outro. É o melhor para quem acha o WP limitado o Drupal muito complexo.

Assim como os outros, o Joomla nos traz muitos temas e plugins. Sobretudo, sua comunidade é bastante ativa no quesito resolução de dúvidas e questionamentos. Este CMS é indicado para desenvolvedores de sites de comércio virtual, já que seus recursos favorecem esses usuários; além disso, também pode ser otimizado principalmente para fins institucionais, portais ou intranets.

DRUPAL

Este é o programa com a plataforma mais poderosa, o qual permite que muitas alterações e personalizações de back-end sejam realizadas. De todos os três, é o que mais exige conhecimento e técnica para utilizá-lo, editá-lo e realizar atualizações.

Você vai conseguir criar e editar um site com o Drupal com certa facilidade, mas se comparado ao WorPress, suas exigências específicas quanto a HTML, PHP e linguagens de programação, é muito mais difícil. Por isso, uma excelente solução intermediária está no Joomla.

Entre os apresentados, é o mais antigo: foi criado em 2001, pelo Dries Buytaert. É uma plataforma robusta, permite mais modificações e é o mais versátil entre todos, já que pode ser utilizado desde sites pequenos a grandes e complexos projetos.